Perca barriga substituindo o pão francês de forma criativa

Perca barriga substituindo o pão francês de forma criativa

Sete alternativas diferentes dão a sua dieta de energia, força na digestão e nutrientes
 

Muitas pessoas acham que se ele fica de fora, o café da manhã e o lanche da tarde perdem a graça. Fácil de combinar, barato e gostoso, ‘ele’, o pão francês é uma ótima fonte de carboidratos para a dieta. Porém, nem sempre, essa delícia cabe na sua cota de calorias, portanto é necessário fazer substituições que não prejudiquem a alimentação.

Cada unidade de pão francês tem, aproximadamente, 150 calorias. É possível pensar em muitas opções nutritivas e saborosas que permanecem nesta faixa. No entanto, se você não quer abrir mão do pão, existem outras alternativas. Confira sete dicas de uma equipe de especialistas para incrementar seu cardápio com sugestões cheias de energia, saudáveis e gostosas:

Tapioca com recheio leve 
A massa ou ‘biju’, como é chamado em alguns estados, é feita à base de farinha de polvilho e água, fornecendo os carboidratos necessários para uma refeição. Para não fugir da dieta, basta escolher um recheio light, como ricota e blanquet de peru. Queijos amarelos devem ficar de fora, eles são fonte de muita gordura e, portanto, de calorias.

Cereal de flocos integrais de milho com leite
Os cereais, assim como o pão francês, são fontes de energia. Para adicionar mais nutrientes à sua refeição, o ideal é buscar versões integrais dos grãos, mais nutritivas por conter substâncias como antioxidantes, vitaminas, minerais, fibras, proteínas e lipídios, além dos carboidratos. A combinação deste cereal com o cálcio do leite é um substituto ideal para o pãozinho.

Pão de centeio
Uma boa variação do pão francês é o pão de centeio, feito com farinha integral e rico em minerais, complexo B e fibras alimentares, que ajudam na regulação da função digestiva – benefício mal atendido pelo pão francês, que só fornece carboidratos (nutriente transformado em energia para as atividades diárias). A receita básica do pãozinho é à base de farinha branca e quase não contém fibras. Ao ser ingerido, ele aumenta a glicemia (açúcar no sangue), estimula a liberação de insulina e, com o tempo, esse mecanismo acaba se refletindo em acúmulo de gordura corporal.

Aveia batida com leite e frutas 
A aveia é fonte de fibras e alguns estudos mostraram que ela traz benefícios ao coração se consumida regularmente. Duas colheres de sopa do grão é a quantidade ideal. As frutas completam essa vitamina, acrescentando um sabor especial e várias vitaminas.

Iogurte natural com granola 
O iogurte natural é rico em vitaminas, como vitamina A e as vitaminas do complexo B. Além disso, é uma grande fonte de cálcio e não contém glúten, e vai bem misturado comgranola. Esse mix traz cereais diversos, castanhas e frutas secas – a versão light, sem açúcar, é ainda mais indicada para quem quer emagrecer. Dentre as castanhas, geralmente estão incluídas castanha-do-pará e castanha de caju, fontes de antioxidantes (substâncias que, que ajudam a retardar o envelhecimento). Das frutas secas, uva passa, banana passa e maçã são as mais comuns. A granola oferece os mesmos carboidratos do pãozinho, mas com benefícios extras de com fibras e vitaminas. Meia xícara de chá é a quantidade ideal a ser consumida por refeição.

Vitamina de aveia, linhaça e leite 
A receita traz nutrientes poderosos. O leite é fonte de cálcio, mineral indispensável à boa saúde dos ossos. Opte pelo leite desnatado, com menos gorduras que o integral. Uma colher de sopa de aveia e outra de linhaça completam a mistura rica ômega 3, nutriente que retarda o envelhecimento.  As fibras solúveis são ideais para controlar os níveis de colesterol, além da função digestiva.

Muesli
O muesli é um cereal de origem suíça que reúne flocos de aveia crus, frutas e frutos secos. Há dois tipos: o muesli fresco e o seco. O seco é uma mistura de aveia e pedacinhos de frutas desidratadas, nozes e sementes. Já o fresco é uma mistura de aveia macerada em água ou sucos de fruta, misturado com frutas frescas picadas. Ele contém uma grande variedade de nutrientes, como fibras e vitaminas, e pode ser consumido com leite, frutas ou iogurte natural.

Fonte: Minha Vida


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>